Treinamento da marcha em lesão medular T1 ASIA C: um estudo de caso sob a perspectiva da CIF

  • Carolina Mitre Chaves Universidade de Itaúna
  • Andrei Pereira Pernambuco Universidade de Itaúna
  • Camila Antunes Rocha
  • Mariana Santos Penido
  • Egbertto Gonçalves Batista da Silva
  • Bruno Aladim Oliveira

Resumo

Alcançar a marcha é geralmente um objetivo em pacientes que apresentam lesão medular (LM). Há controversas em relação à marcha de pacientes com LM torácica. O objetivo do presente estudo foi descrever e avaliar os ganhos relacionados ao ortostatismo e à marcha de um paciente com lesão T1 C, sob a perspectiva da Classificação Internacional de Funcionalidade Incapacidade e Saúde (CIF). Trata-se de um relato de caso de um paciente crônico em processo de reabilitação que não apresentava marcha. Para a avaliação foram utilizados os seguintes instrumentos: Classi­ficação Funcional da Marcha Modificada (CFMM), Índice de Marcha para lesão medular (WISCI-II), Associação Americana de Lesão Medular (ASIA), medida de independência funcional (MIF) SF- 36 e a CIF. A CIF foi codificada para todos os itens das escalas propostas. O tratamento consistiu de um treino funcional com ênfase na marcha. Foi realizada uma análise descritiva dos dados associada à codificação da CIF. Segundo a CFMM o paciente evoluiu de zero (d450.4) para um (d450.3), o WISCI-II teve escore inicial zero (d450.4) passou para classificação final de cinco (d450.3). Na ASIA apesar da melhora do nível sensitivo e motornãorefletiu melhora na CIF, no SF-36 observou-se melhora no aspecto emocional passando de 66% para 100% de satisfação d152.1 para d152.0. Não houve melhora na MIF. Conclui-se que o presente estudo trouxe bons resultados ao paciente avaliado apesar de não ter se tornado um deambulador comunitário.


Warning: Smarty error: unable to read resource: "file:0/plugins/generic/usageStats/templates/outputFrontend.tpl" in /var/www/html/php5-instance/ojs/lib/pkp/lib/vendor/smarty/smarty/libs/Smarty.class.php on line 1094

Biografia do Autor

Carolina Mitre Chaves, Universidade de Itaúna

Mestre em Ciências da Reabilitação - UFMG

Professora da Faculdade de Fisioterapia de Itaúna

Andrei Pereira Pernambuco, Universidade de Itaúna

Doutor em Biologia Celular pelo Instituto de Ciências Biológicas da UFMG

Publicado
2015-09-02
Seção
Artigos Originais