Princípio do duplo grau de jurisdição e os limites da Reformatio no novo júri

  • Guilherme Barra Centro Universitário de Formiga - MG
  • Ricardo Agusto de Bessas Centro Universitário de Formiga - MG

Resumo

O presente trabalho tem como finalidade tratar da incidência do princípio da reformatio in pejus indireta no tribunal do júri como reflexo do devido processo legal e como regra fundamental do sistema processual, tendo como confrontação o princípio da soberania dos veredictos. Fez-se uma análise introdutória acerca dos princípios constitucionais do tribunal do júri. Em seguida, foram apontadas as diretrizes norteadoras do duplo grau de jurisdição a fim de se entender o real propósito recursal. Por fim, tratou-se sobre a reformatio no ordenamento jurídico brasileiro para se adentrar ao tema específico da pesquisa, a reformatio in pejus indireta no tribunal do júri. Metodologicamente, optou-se por uma pesquisa bibliográfica, consistindo o objetivo geral em demonstrar a possibilidade da incidência da reformatio in pejus indireta no procedimento do tribunal do júri. A técnica de pesquisa utilizada foi baseada em análises de conteúdo normativo, jurisprudencial e bibliográfico.

Warning: Smarty error: unable to read resource: "file:0/plugins/generic/usageStats/templates/outputFrontend.tpl" in /var/www/html/php5-instance/ojs/lib/pkp/lib/vendor/smarty/smarty/libs/Smarty.class.php on line 1094
Publicado
2018-05-21
Seção
Artigos