Direito, Capitalismo e egoísmo: interfaces, reflexões e inflexões socio-filosóficas

  • Tayson Ribeiro Teles Universidade Federal do Acre

Resumo

Neste artigo tecem-se considerações teóricas sobre algumas relações entre os elementos da tríade Direito, Capitalismo e Egoísmo. Por revisão bibliográfica qualitativa e descritiva, com suporte em Hobbes (2003, 2010), Foucault (1977, 2006), Sacadura Rocha (2011), Simmel (1989), Bastos (2012), Lyra (2015), Streck (2012, 2014) Warat (1979), Schopenhauer (2001), entre outros, reflete-se filosoficamente sobre interfaces e inflexões entre o Direito e o egoísmo humano atual, eliciado pela busca desmedida por dinheiro. As conclusões indicam que o acúmulo desproporcional de riquezas é um forte objetivo dos “homens direitos” – os que seguem as leis, e dos “homens do Direito” – os profissionais do Direito, do presente século. Tais homens se digladiam por recursos; quando são políticos, fazem leis injustas que beneficiam apenas suas classes particulares; e findam por, quase sempre, ingressar no Poder Judiciário, quando têm seus interesses negados pelo Estado, o qual também se submete aos ditames do capitalismo. As conclusões indicam que para obliterar, ou diminuir, a ganância humana, o egoísmo e a corrupção – consequência do amor desmesurado ao dinheiro, é preciso acreditar no poder da educação.

Warning: Smarty error: unable to read resource: "file:0/plugins/generic/usageStats/templates/outputFrontend.tpl" in /var/www/html/php5-instance/ojs/lib/pkp/lib/vendor/smarty/smarty/libs/Smarty.class.php on line 1094
Publicado
2018-05-21
Seção
Artigos