Objeção religiosa:

a recusa à transfusão de sangue em paciente adulto inconsciente ou incapaz e a postura médica diante disso

  • Regiane Nistler Universidade Estácio de Sá
  • Marco Augusto Ghisi Machado Universidade do Vale do Itajaí

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo analisar a objeção de consciência de base religiosa frente à transfusão de sangue em pacientes adultos inconscientes ou incapazes, e, o posicionamento médico diante dessa recusa. Para isto, estabeleceu-se a seguinte problemática: quais os limites da objeção da consciência religiosa e médica em situações de transfusão de sangue em paciente adulto ou incapaz? Trabalha-se com a hipótese de que o direito à vida preponderará frente à recusa à transfusão de sangue, em caso de iminente risco de morte, por motivos de convicção religiosa. Como análise metodológica, o método de abordagem utilizado neste trabalho foi o dedutivo.


Warning: Smarty error: unable to read resource: "file:0/plugins/generic/usageStats/templates/outputFrontend.tpl" in /var/www/html/php5-instance/ojs/lib/pkp/lib/vendor/smarty/smarty/libs/Smarty.class.php on line 1094

Biografia do Autor

Regiane Nistler, Universidade Estácio de Sá

Doutoranda em Direito pela Universidade Estácio de Sá (RJ).

Marco Augusto Ghisi Machado, Universidade do Vale do Itajaí

Mestre em Direito pela Universidade do Vale do Itajaí (SC).

Publicado
2021-04-22
Seção
Artigos