ACORDOS COLETIVOS E CONVENÇÕES COLETIVAS INTERNACIONAIS

Resumo

As negociações coletivas internacionais ainda são uma realidade incipiente, embora necessária diante das mudanças impostas no âmbito trabalhista por fatores diversos como a globalização, a mundialização do capital, os avanços tecnológicos, o processo de integração e a transnacionalização das empresas. Tendo isso em vista, o presente artigo se dedicou ao estudo desse instituto, perquirindo acerca de seu conceito, das normas que dão fundamento jurídico a sua utilização, dos fatores fáticos que impulsionam a necessidade de seu uso e daqueles que se apresentam como um óbice, bem como se buscou dar exemplos reais de sua concretização no plano fático.

Warning: Smarty error: unable to read resource: "file:0/plugins/generic/usageStats/templates/outputFrontend.tpl" in /var/www/html/php5-instance/ojs/lib/pkp/lib/vendor/smarty/smarty/libs/Smarty.class.php on line 1094

Biografia do Autor

Amanda Martins Rosa Andrade, PUC-MG
Mestranda em Direito do Trabalho na PUC-MG. Pós-graduada em Direito Tributário pela Universidade Estácio de Sá. Pós-graduanda em Direito Civil na Universidade Estácio de Sá. Graduada em Direito pelo Centro Universitário Newton Paiva. Foi servidora do Tribunal de Justiça de Minas Geraism (2012-2014). Advogada.
Filipe Cordeiro Kinsky, PUC Minas
Mestrando em Direito pela PUC-MG Pós-graduado em Direito Material e Processual do Trabalho pelo Complexo de Ensino Renato Saraiva Pós-graduando em Direito Constitucional pelo Instituto Elpídio Donizetti Graduado em Direito pelo Centro Universitário Newton Paiva Professor colaborador em Fabre Cursos Jurídicos Advogado
Publicado
2018-11-08
Seção
Artigos